26 açudes sangram no Ceará; Olho D´Água em Várzea Alegre está quase lá

Mais dois reservatórios no Ceará atingiram 100% da sua capacidade por conta das últimas chuvas. Sangraram o Açude Arrebita, em Forquilha, na Região Norte e o Açude Frios, em Umirim, na Região Norte. Ao todo, 26 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh) atingiram a capacidade máxima.

Atualmente, o estado tem 36 açudes com volume acima de 90% e 61 reservatórios com volume inferior a 30%. O volume total no Ceará é de 34,24%.

O Castanhão, maior reservatório do país, tem atualmente 20,81% da sua capacidade, conforme a Cogerh; e o Orós, segundo maior do estado, 47,92%. Já o Banabuiú se encontra com 10,31%.

Confira a lista dos 24 açudes com capacidade máxima:

  1. Gameleira
  2. Cachoeira
  3. São Vicente
  4. Aracoiaba
  5. Acarape do Meio
  6. Rosário
  7. Caldeirões
  8. Tijuquinha
  9. Germinal
  10. Altoneira
  11. Itapajé
  12. São Pedro Timbaúba
  13. Itaúna
  14. Itapebussu
  15. Valério
  16. Sobral
  17. Pesqueiro
  18. Acaraú Mirim
  19. Quandu
  20. Junco
  21. Poço Verde
  22. São José I
  23. Mundaú
  24. Arrebita
  25. Tucunduba
  26. Frios

Várzea Alegre – Açude Olho D´Água

As recentes chuvas fizeram com que o açude Olho D’Água – Dep. Luiz Otacílio Correia, atingisse 93,24% da sua capacidade total que é de 19.000.000 m³ de água. Esses dados são do portal da Companhia de Recursos Hídricos – Cogerh, e foram atualizados no dia 21/03 (terça-feira).

É muito provável que o reservatório, principal meio de abastecimento de água de Várzea Alegre, venha a sangrar nos próximos dias, dependendo apenas da continuidade das chuvas que vêm caindo no município.

Existem algumas especulações sobre possíveis problemas estruturais na parede do açude e o receio por parte da população sobre a possibilidade do rompimento da mesma. O EscotilhaNews entrou em contato com Alberto Brito, Gerente Regional da Cogerh – bacia do Salgado – que fez uma explanação sobre a atual situação do açude. Alberto garantiu que o açude é totalmente seguro e segue monitorado pela Cogerh.

Confira no aúdio:

Alberto Brito – Gerente Regional Cogerh

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + nove =