Após repercussão de entrevista com brigadistas, Secretaria de Meio Ambiente faz reunião; segundo informações colhidas, nada foi resolvido

Depois de perceber que houve uma repercussão ruim nas redes sociais com relação à entrevista  concedida na última segunda-feira pelos brigadistas Francisco Alves e Evandro Lima ao Jornal Escotilha, da Rádio TV Web Escotilha, apresentado pelo Capitão Horizonte, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Várzea Alegre resolveu convocar os brigadistas formados no ano passado para uma reunião na Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Na entrevista foram esclarecidos alguns pontos com relação ao curso de formação de brigadistas realizado na cidade de Quixeramobim no período de 28 de agosto a 2 de setembro do ano passado, quando dez varzealegrenses, 8 homens e 2 mulheres, se formaram. O curso foi ministrado pelo Centro Nacional de Combate a Incêndios Florestais do IBAMA/PREVFOGO.

A reunião aconteceu nesta quarta-feira (3) e contou com a participação do Secretário do Meio Ambiente J.Marcílio e de sete brigadistas.

De acordo com informações colhidas pelo EscotilhaNews, nada foi resolvido. A Secretaria de Meio Ambiente impõe aos brigadistas a necessidade da formação de uma associação para somente após isso dar andamento na contratação dos brigadistas.

Segundo o brigadista Francisco Alves, durante a reunião o secretário J. Marcílio o pressionou dizendo que o mesmo estaria fazendo politicagem. Francisco não gostou da forma como o secretário o tratou e informou que estaria saindo do grupo dos brigadistas. Francisco Alves, que também é segurança, estará novamente no Jornal Escotilha da próxima sexta-feira (5).

O EscotilhaNews tentou contato com o secretário J. Marcílio mas o mesmo, embora tenha visualizado as mensagens, não nos retornou.

URUBURETAMA

O município de Uruburetama, de apenas 22 mil habitantes (metade da população de Várzea Alegre), foi um dos que enviaram representantes para o curso de brigadistas em Quixeramobim. Só que, a grande diferença é que em Uruburetama a Brigada de Incêndio foi colocada em prática.

Brigadistas de Uruburetama atuando

“Não existe essa coisa de associação, é o prefeito mesmo que abraçou a causa e pronto. O prefeito quer que as coisas funcione e está fazendo. É simples assim, não tem essa coisa de associação não. Ele equipou a equipe todinho, tem as viaturas e pronto”, relatou Cleyton, membro da Brigada de Incêndio de Uruburetama.

Uruburetama conta com instalações da Defesa Civil e Brigada de Incêndio equipadas com viaturas, pessoal e equipamentos de trabalho para dar o apoio à população em casos de incêndios, alagamentos, desmoronamentos, dentre outros estados de anormalidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =