Conselho Tutelar realiza ação de conscientização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Com o objetivo de mobilizar a população de Várzea Alegre e alertá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, o Conselho Tutelar realizou, nesta quinta-feira (18), uma caminhada para celebrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Caminhada

O evento, que contou com diversas representações do município, como o Delegado da Polícia Civil e dois Inspetores, Polícia Militar, Demutran, ACOMVA e Associação Beneficente e Cultural Nossa Senhora de Fátima, além de populares. Começou em frente ao prédio do Conselho Tutelar, seguindo até o sinal da Esplan. Em seguida os participantes se dirigiram ao sinal da Lagoa de São Raimundo, onde foi plantada a flor que simboliza o momento.

Flor simbólica sendo plantada na Praça da Lagoa

“O Dia 18 de Maio é um marco para nosso país e Várzea Alegre está se unindo nesta luta, pois ainda acontece o abuso e exploração sexual no Brasil. Pedimos à sociedade que se mobilize e denuncie qualquer abuso ou agressão. As denúncias mais comuns são abusos e exploração sexual dentro de casa, ou seja, feitas pelos próprios familiares”, afirmou a Conselheira Tutelar Marlly Borges.

Marlly Borges – Conselheira Tutelar
Participantes

Denúncias

A população pode denunciar os crimes em questão para a Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca). Caso você tenha informações que auxiliem o trabalho da Polícia Civil, basta ligar para o número (85) 3101-2044, que é o telefone da Dceca, ou para o Disque 100, serviço oferecido para a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

O Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por meio do 181, também pode ser utilizado para o recebimento de informações de crimes. O sigilo e o anonimato dos serviços são garantidos.

Em Várzea Alegre o Conselho Tutelar disponibiliza o número (88) 99237-2821 para que as denúncias sejam feitas. Já a Polícia Civil atende no número (88) 3541-3950. A Polícia Militar também disponibiliza o número (88) 3541-1900.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =