Momento de Reflexão, com Daci França

Da janela do ônibus…

Da janela do ônibus,  avistava o esplêndido brilho da lua, que caminhava sorrateiramente e parecia me seguir…

Era tão vistosa e reluzente, que iluminava a minha alma.

Apreciava com tanto afago, me  parecia estar encantada, pela sua ternura, e por me acompanhar na viagem. 

Ela bem ali, do meu lado, quase que palpável, mas existia uma longitude inalcançavel… E o que nos aproximava, era a reciprocidade da presença e o afago que acalmava o meu coração. 

Enquanto os pneus do ônibus sucateavam no solo, ela parecia caminhar com lentidão,  com a superioridade do seu brilho. Estava  sempre ali, do meu lado, sem perder a direção.  Me seguia permanentemente. 

Refleti e perguntei-me, como explica essa magnífica magia. Antes de falar, resolvi permanecer calada. Não tinha explicação, só sei que era motivo de muita gratidão em tê-la ao meu lado durante a viagem.

A solidão não prevalece quando temos razão para pensar, sentir e até se emocionar. Aquela reflexão,  diante do teu brilho, deixou um mero silêncio, que gritava aqui dentro, sem necessidade para explicar.

Dacilene de França – escritora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =