Varzealegrenses são bombardeados com nova tentativa de golpe

Golpistas vêm se identificando como chefes de facção para aplicar um novo golpe. O EscotilhaNews recebeu o relato de uma dessas vítimas, em que foi pedido a ela uma determinada quantia para não a matar após ter denunciado o tráfico de drogas na sua região.

De acordo com o relato da vítima, que preferiu não se identificar, um homem mandou mensagem para ela por meio de um telefone com um DDD diferente de outro estado. Na conversa, o golpista disse ser chefe de uma facção criminosa e que ela teria prejudicado o tráfico de drogas na região onde mora.

Número que está entrando em contato com varzealegrenses – a foto com certeza é de outra pessoa

“Um rapaz com um DDD diferente daqui mandou mensagem para mim dizendo que eu tinha denunciado a facção dele, ele era o chefe de uma facção criminosa muito conhecida no estado, e que eu teria denunciado e prejudicado o tráfico de drogas dele aqui na minha região”, conta a vítima.  

A vítima disse que inicialmente ficou bastante nervosa porque o golpista informou dados sobre seu endereço e nome. Porém, por ser advogada e trabalhar com as redes sociais, essas informações ficam disponíveis no seu perfil na internet.

“Ele falou a minha rua, falou meu endereço, falou meu nome e eu fiquei muito preocupada. Mas como eu trabalho com Instagram, lá tem muitas informações e acho que eles estão fazendo mais com pessoas assim, porque é mais fácil de coletar essas informações”, explica.

A vítima contou ainda que só percebeu que se tratava de um golpe quando o homem começou a pedir dinheiro para não fazerem nada contra ela.

“Ele ficou me ameaçando, pediu para eu me explicar, que ele estava dando a oportunidade para eu me defender porque os comparsas dele já estava no ponto de me executar, mas ele preferiu conversar comigo para ouvir meu lado da história. No final, ele falou que para eu salvar minha vida, eu tinha que arrumar um dinheiro prá ele e nessa hora eu já sabia que era golpe e aí eu não respondi mais e ele e bloqueei o contato”, diz a vítima.

De acordo com informações, pelo menos outros três varzealegrenses foram abordados pelo golpista nesse mesmo linguajar. Um acabou cedendo e caindo no golpe, depositando dinheiro para o golpista. O contato normalmente é realizado pelo Whatsapp.

O número que entrou em contato com as vítimas em Várzea Alegre foi o (85) 98216-1177. O EscotilhaNews teve acesso aos áudios enviados pelo golpista a uma das vítimas e confirmou a tentativa do golpe.

Quem receber esse tipo de tentativa de golpe deve registrar um Boletim de Ocorrência e entrar em contato com a Polícia Civil de Várzea Alegre no seguinte número: (88) 3541-3950 (Whatsapp).

O que fazer em caso de tentativa de golpe

Diariamente, criminosos criam novos golpes do WhatsApp e golpes no Instagram com o intuito de enganar os brasileiros. Os golpes envolvendo PIX aumentaram 350% nos últimos meses, segundo a empresa de segurança Psafe.

Alguns exemplos são o golpe phishing, que capta informações pessoais a partir de coleta de dados aparentemente inofensiva, e o golpe em que se passam por marcas famosas para divulgação de links falsos com promoções.

O golpe mais comum realizado é o do novo número ou perfil falso, que faz com que a pessoa acredite que está falando com o dono do WhatsApp, mas na verdade está falando com um golpista.

Existem algumas dicas importantes a serem seguidas para evitar golpes de WhatsApp.

Separamos abaixo algumas delas, confira:

  • Preste atenção nas mensagens que você recebe. Se você recebeu um pedido de dinheiro por mensagem, antes de realizar a transferência, entre em contato por telefone com a pessoa e verifique se a solicitação é verdadeira;
  • Se você recebeu uma mensagem se passando por um amigo mas o número de telefone é outro com a mesma foto, desconfie. Muitos criminosos estão realizando a ação com o discurso de que estão com número novo e pedindo dinheiro. Não dê dinheiro até perceber a veracidade da ação;
  • Nunca clique em links suspeitos, não forneça dados pessoais ou realize transações através de sites encaminhados pelo Whatsapp ou SMS. Veja como saber se um site é seguro e aprenda a identificar os sinais de um link não confiável.
  • Não divulgue seu telefone pessoal para todo mundo;
  • Tenha uma lista de contatos que você consiga por meio de outro número para que você divulgue que teve sua conta clonada, se isso acontecer;
  • Coloque uma senha forte em seu smartphone;
  • Não salve na agenda termos como “mãe”, “pai”, “irmão”. Assim você irá dificultar para os golpistas entrarem em contato com seus familiares mais próximos;
  • Se seu amigo solicitou enviar um PIX, mas o número do PIX que ele te passar for outro, ligue diretamente para ele para confirmar por voz se é o número correto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 6 =