Em Várzea Alegre consumidora denuncia Enel por utilizar sua energia para ligação de ar-condicionado de sua agência

Uma consumidora da cidade de Várzea Alegre/CE denunciou a Enel por estar utilizando medidor de sua casa para ligar o aparelho de ar-condicionado de sua agência naquele município

O caso encontra-se na justiça, segundo informações repassadas pela consumidora, a senhora Erilania Vieira de Souza. De acordo com relato em Boletim de Ocorrência (BO) registrado pela consumidora em dezembro de 2021 e que o EscotilhaNews teve acesso, desde setembro de 2021 sua conta de energia elétrica vinha aumentando bastante. Ela relatou no BO que pagava em torno de 150 reais e o valor passou a ficar em média de 934 reais. No boletim, a consumidora relatou ainda que havia um gato no relógio puxando energia de sua residência para o prédio onde funciona a agência da Enel.

Após reclamar à Enel e não ter havido uma solução, Erilania resolveu contratar um técnico especializado que, após análise da parte elétrica do imóvel, constatou em um laudo que:

na inspeção realizada na unidade consumidora localizada na Rua José Alves Ribeiro, 317, Centro, foi detectado que há uma irregularidade de ligação elétrica no ar-condicionado instalado na unidade consumidora vizinha. O ar-condicionado mesmo sendo de uso exclusivo da loja de atendimento da ENEL, tem seu consumo elétrico medido pelo medidor de energia elétrica da unidade consumidora inspecionada, sendo essa responsável pelo pagamento de energia elétrica do ar-condicionado”. O relatório é assinado pelo Engenheiro Elétrico Joaquim Nilson de Lima Junior.

Ainda de acordo com Erilania, o caso encontra-se no STJ. Ela filmou o desligamento do disjuntor que alimenta a residência onde ela morava e onde o caso aconteceu e mostrou que, após o desligamento do disjuntor, o aparelho do ar-condicionado da agência da Enel também desligava.

Erilania filmou o desligamento do disjuntor de sua casa e do ar condicionado da loja da Enel

Entramos em contato com o setor de imprensa da Enel mas até a publicação desta matéria não obtivemos resposta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =