Mães se reúnem com prefeito por melhor atendimento a crianças autistas em Várzea Alegre

Escrito por Redação , 12:15 – 29 de Maio de 2024 / Atualizado às 12h30

Mães relatam dificuldade para conseguir tratamento especializado

Mães de crianças que possuem o transtorno do espectro autista de Várzea Alegre/CE fizeram uma reunião, na manhã dessa terça-feira (28), no Centro Social Urbano (CSU), para cobrar mais atenção para com os direitos dos filhos autistas que precisam de acompanhamento.

Estiveram presentes 30 mães de filhos autistas, a Secretária de Saúde, representantes do CAPs, uma cuidadora escolar, além de Zé Hélder, prefeito municipal.

Leopoldina, uma das mães, explicando as dificuldades

As principais reclamações das mães dizem respeito ao atendimento da Terapeuta Ocupacional que não estaria disponibilizando vagas suficientes para atender todas as crianças que precisam de acompanhamento, além de, segundo elas, estar faltando muito, bem como com relação ao Psicólogo, que segundo as mães, não estaria conseguindo atender a demanda das crianças.

Na reunião, onde as mães tiveram a oportunidade de dialogar com a administração municipal, elas reclamaram pessoalmente ao prefeito sobre todas as dificuldades encontradas na rede municipal de saúde em relação à assistência aos seus filhos.

Segundo uma das mães, há deficiência no atendimento com o psicólogo. “A última consulta dele foi há mais de cinco meses. Ele teria que ter retornado com seis meses e até hoje não retornou, porque tem psicólogo. Tive que pagar um particular, tirando dinheiro de onde nem tenho”, afirmou.

“Essa luta não é de nenhum político, essa luta é de cada uma de nós mães. Não é de candidato a prefeito, nem de candidato a vereador, essa luta é nossa”, disse Adriana Elias, uma das mães se referindo à possibilidade de algum político querer aproveitar a oportunidade para aparecer.

Adriana Elias – mãe de filha autista

Entramos em contato com Zé Helder:

Zé Helder, prefeito de V.Alegre

Na reunião ficou acordado alguns pontos, dentre eles:

– A nutricionista do município atenderá as crianças com seletividade alimentar;

– Será direcionado mais um Psicólogo para atender as crianças do núcleo;

– Mapeamento para melhor atender os pacientes do sítio;

– Reunião mensal com as 4 mães representantes e os profissionais do  núcleo, saúde e educação;

– Realização de atividades externas, como por exemplo (contação de histórias),  a cada 15 dias; e

– Atendimento das mães que moram na zona rural também pelo Whatsapp.

Ficou acordado que a próxima reunião com as representantes (Leopoldina, Adriana, Islânia, Claudia) será no próximo dia 06 de junho, às 9h, no CRAS.

Fotos: Adriana Elias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =